Em um mundo altamente conectado, profissionais que negligenciam o uso da internet para a atração de pacientes e promoção da clínica estão um passo atrás da concorrência. O uso das redes sociais sociais para médicos deixou de ser uma tendência para se tornar uma realidade.

Quem ainda não utiliza essas ferramentas para fortalecer sua marca precisa marcar presença no ambiente digital o quanto antes se quiser expandir sua área de atuação e fidelizar antigos pacientes. Ficou interessado? Conheça algumas dicas básicas!

 

3 dicas de como usar as redes sociais para médicos

1. Compartilhe informações de interesse público

Se a ideia é usar as redes sociais para médicos com o intuito de fortalecer a imagem da clínica e aumentar o número de pacientes, é importante ter em mente que trata-se de um espaço profissional e que, portanto, só deve ser utilizado para o compartilhamento de informações de interesse público.

 Por isso, use suas redes sociais para falar um pouco mais sobre temas interessantes ligados à sua especialidade e que costumam ter alto volume de busca pelo seu público-alvo.

Se você é dermatologista, pode contar, por exemplo, as novidades em tratamento estético para questões que sempre chamam atenção das mulheres, como flacidez e celulite, ou tirar dúvidas que aparecem com frequência no consultório.

2. Não abra mão da interação

Não faz muito sentido usar redes sociais para médicos para atrair novos pacientes se você não interagir com eles. Páginas em que as postagens são “abandonadas”, e as perguntas dos seus seguidores ficam dias sem resposta passam a mensagem de que você não se importa com quem perde alguns minutos do dia para prestigiar o seu espaço.

Por isso, assuma o compromisso ou delegue a tarefa para um colaborador de sua confiança — de checar e responder os comentários o mais brevemente possível, sejam eles dúvidas, elogios ou reclamações.

Por falar em reclamações, é preciso lidar com elas de maneira madura e serena. Mostre-se solícito e compreensivo e procure levar o diálogo para o modo privado o quanto antes. Assim, você evita que uma questão que poderia ser resolvida de maneira simples se transforme em uma discussão de maiores proporções.

3. Fique atento às regras do Conselho Federal de Medicina

Embora o Conselho Federal de Medicina não impeça o uso das redes sociais para médicos, ele estabelece algumas regras para garantir que essa utilização não ultrapasse os limites do Código de Ética da profissão. A íntegra da resolução do CFM sobre o assunto pode ser consultada no site da instituição, mas como regra geral, fica vedado ao médico:

  • realizar consultas ou diagnósticos;
  • publicar fotos que exponham os pacientes, inclusive as que mostram antes e depois de procedimentos;
  • publicar conteúdo que use expressões sensacionalistas, como “o melhor”, “o mais qualificado”, “o único eficiente” ou outras com o mesmo sentido;
  • publicar conteúdo que prometa ou garanta resultados de tratamentos;
  • promover-se como único profissional a realizar determinada técnica ou procedimento. 

E então, gostou de saber um pouco mais sobre como usar as redes sociais para médicos? Se você quer continuar a aprender sobre esse e outros temas relevantes para profissionais de saúde, siga a VYDENCE Medical no Instagram e fique atento às nossas postagens!

Pin It on Pinterest