Entre as redes sociais para médicos, o YouTube é uma das mais eficientes para quem deseja posicionar-se como autoridade na sua área de atuação e aumentar expressivamente a popularidade do seu consultório.

Afinal, é cada vez mais comum que pacientes busquem no site de compartilhamento de vídeos informações sobre saúde ou mesmo sobre algum sintoma ou doença. Portanto, nada melhor se você estiver por lá para fornecer informação relevante e de qualidade, não é mesmo? 

Ficou interessado, mas não sabe bem por onde começar? Confira nossas dicas!

Redes sociais para médicos: 4 dicas para o seu canal no YouTube

1. Invista em um perfil profissional

Se você vai investir em um perfil no YouTube, é importante que o trabalho seja realizado de maneira profissional.

Você pode usar como cenário seu próprio consultório, mas o ideal é que as filmagens sejam feitas por uma equipe profissional, com iluminação e edição apropriadas.

Publicar um material amador, gravado com celular, iluminação caseira e sem qualquer edição, além de não atingir uma parcela expressiva da audiência passa uma impressão de desleixo que pode acabar arranhando a sua credibilidade.

2. Fale de maneira simples e objetiva

Um dos principais erros das redes sociais para médicos é fornecer explicações excessivamente longas ou usando termos desconhecidos do seu público-alvo. Lembre-se sempre de que por maior que seja o seu conhecimento sobre aquele assunto, você está falando para um público leigo no tema, que está em busca de respostas simples e didáticas.

Por isso, evite termos técnicos e explicações longas demais. Seja claro, direto e preciso. Se o tema for mais complexo, você pode desmembrá-lo em dois vídeos diferentes, para evitar que ele fique muito extenso.

Busque sempre assuntos que despertem grande interesse do seu público-alvo. Se você é ginecologista, por exemplo, pode ser interessante fazer vídeos falando sobre os principais métodos contraceptivos ou sobre sintomas de gravidez.

Uma alternativa interessante é buscar canais de YouTube para médicos que fazem sucesso na web, como o do Dr. Dráuzio Varella, Doutor Ajuda e Dra. Laura Lúcia. Assim, você pode entender melhor o que funciona no ambiente digital e buscar inspiração para o seu espaço.

3. Divulgue em outras redes sociais

Para que o seu canal no YouTube possa ganhar relevância e atingir cada vez mais pessoas, é importante investir em outras redes sociais para médicos para divulgá-lo.  Por isso, não abra mão de postar os vídeos também no perfil do seu consultório no Facebook e colocar uma prévia no Instagram.

Além de ajudar a abastecer esses canais, a medida leva seu público para o novo espaço, aumentando sua popularidade e, consequentemente, sua autoridade no seu nicho de atuação.

4. Otimize o vídeo para sites de busca

Tal qual como acontece com os conteúdos publicados no seu site ou blog, é importante que os seus vídeos estejam otimizados para buscadores como o Google com técnicas de SEO.

Se você conhece pouco ou nada sobre o assunto, busque parceria com pessoal especializado para realizar essa tarefa — em geral, quem faz a captação e edição de imagens dos vídeos está apto a prestar esse serviço.

Em linhas gerais, você vai precisar trabalhar com palavras-chave que estejam relacionadas à sua especialidade na descrição do vídeo e otimizar tags e títulos. Utilizar uma capa atrativa no canal e fazer transmissões ao vivo também figuram entre boas práticas a serem adotadas por profissionais de saúde.

 

Gostou de conhecer nossas dicas de redes sociais para médicos? Então inscreva-se agora mesmo no canal do YouTube da VYDENCE Medical e conheça nossos vídeos!

Pin It on Pinterest