tratamento melasma

Tratamento manchas escuras na pele

Melasma

  • 90%

    dos casos ocorrem em mulheres

  • De 15% a

    35%

    das mulheres são portadoras de melasma

  • O melasma é comum entre os 20 e

    50

    anos de idade

O melasma é uma dermatose muito comum caracterizada por manchas escuras, principalmente na face, que causa grave impacto social nos seus portadores. Trata-se de uma condição dermatológica mais comum em mulheres entre os 20 e 50 anos, mas também pode afetar os homens.

Muitos métodos e alternativas para o seu tratamento estão disponíveis atualmente, sendo o LASER uma nova modalidade de grande sucesso, tornando-se uma alternativa comum de uso isolado, ou associado a outras terapias conhecidas.

O tratamento do melasma com LASER Q-SWITCHED de baixa fluência teve sua indicação aprovada pelo FDA em 2011. O LASER Q-SWITCHED atua com a emissão de pulsos supercurtos (ns) especificamente sobre os melanócitos (efeitos fototérmico e fotoacústico), evitando que a pele e tecidos adjacentes sejam afetados pelo calor gerado.

Mulheres representam 90% dos casos de melasma em consultório. A incidência é notada principalmente entre os fenótipos mais pigmentados (Fitzpatrick III a V).

Estima-se que de 15% a 35% das mulheres adultas brasileiras sejam portadoras da doença. A predisposição genética é um dos fatores mencionados nos consultórios, pois mais de 40% dos pacientes fazem menção a familiares acometidos¹.

[1] http://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/108638/000759919.pdf?sequence=1

 

Atenção:

As informações contidas nesse site são destinadas a médicos e especialistas.
Consulte sempre um profissional qualificado para saber mais sobre os tratamentos indicados.

 

VEJA OS RESULTADOS

Produtos relacionados a esse tratamento