17 mai 2018

Tecnologia a seu favor

Os equipamentos de procedimentos corporais se dividem, de uma maneira geral, em três categorias: frio, calor e impacto. O Bottoms Up reúne duas delas. "O calor, com a radiofrequência multipolar de um aparelho chamado Trynea, e o impacto das ondas acústicas radiais do CelluSonic, tecnologia que induz a vibração do tecido cutâneo. Se isoladamente os saparelhos já apresentam resultados bastante significativos, a combinação monitorada deles tem uma resposta surpreendente", afirma a dermatologista Valéria Campos, de Sâo Paulo, pós-graduada em dermatologia e laser na Harvard Medical School, em Boston, nos Estados Unidos.

Ela participou da equipe que desenvolveu o procedimento no Brasil e diz que a indicação é especificamente para celulite, mas que o resultado geral também promete melhora no contorno corporal e na textura da pele. A primeira etapa, de radio-frequencia, aquece a gordura que fica embaixo da pele, reduzindo o volume da celulite e estimulando a regeneração das fibras. A endermoterapia pulsada + o sistema de laser de baixa intensidade produzem uma massagem profunda, estimulando ainda mais a circulação. Depois da sessão de calor, entra em ação o aparelho que emite ondas acústicas, induzindo uma vibração na pele e aumentando o fluxo de circulação local, compactando as células de gordura e deixando-as com menos espaço entre elas.